“Concertos em Família” na Santiago Maior – Avaliação

YouTube player

“Uma escola aberta é um ambiente educativo mais rico”.

A atividade “Concertos em Família”, constituiu-se como um contributo para uma educação mais participada, suportada no desenvolvimento de estratégias para envolver os pais e encarregados de educação na vida da escola, de modo a encorajá-los a participar no processo educativo dos seus educandos.

A atividade dinamizada, para além de ter fomentado a vinda dos pais/família à escola, com o objetivo dos mesmos terem acesso ao conhecimento do desenvolvimento e resultados de algum do trabalho desenvolvido ao longo do ano escolar, em vários contextos e áreas curriculares, designadamente, em sala de aula, na biblioteca escolar, entre outros.  Enfatizou a necessidade de uma maior cooperação e concertação entre a escola e a família, ao estimular a participação, a partilha, as relações interpessoais, com a valorização das aprendizagens escolares de uma forma integrada.

Tratando-se de um projeto interdisciplinar e transdisciplinar, teve em consideração os seguintes aspetos:

  • O trabalho colaborativo entre o professor de educação musical e ensino artístico, a direção, os diretores de turma, os docentes de cada turma, a equipa da biblioteca escolar e pais/encarregados de educação, espelhado na organização e realização de cada evento e na multiplicidade e riqueza das atividades apresentadas pelos alunos das diferentes turmas do 2º ciclo; 
  • A articulação curricular, concretizada no desenvolvimento de atividades integradoras de múltiplos saberes e competências;
  • A promoção de uma cidadania ativa, presente na natureza dos eventos e invocada pelo Projeto Educativo do Agrupamento, através das orientações alocadas e ainda para conferirem um sentido especial às aprendizagens realizadas.

A atividade decorreu no espaço da Biblioteca Escolar, o que permitiu reconhecer a biblioteca como um espaço de conhecimento, ligado à literacia da leitura, à literacia digital e à literacia científica. Estes eventos em algumas turmas contaram ainda com o envolvimento da equipa de psicólogas da escola, através da dinamização de um quiz entre familiares, com o intuito do reforço das relações no processo educacional e escolar dos alunos, mais um contributo para a sua estabilidade emocional e disponibilidade para aprender.

Em algumas sessões, houve ainda o contributo dos alunos do Curso CEF, através da distribuição às famílias de uma bebida refrescante, o que permitiu, para além do gesto cordial, valorizar e dar a conhecer uma resposta alternativa da nossa escola e do nosso agrupamento.

O sucesso da atividade, em termos da elevada participação dos encarregados de educação e famílias, da adesão dos professores e do envolvimento dos alunos, incentiva-nos a continuar a desenvolver este tipo de projeto, centrado na educação e aprendizagem participada, em que os professores colocam o seu saber científico profissional e os recursos ao serviço das aprendizagens e da valorização de experiências mais ricas e significativas. Esta atividade ultrapassou os quinhentos participantes.

A equipa: Joaquim Mariano, Maria Luz Estevens e Alice Frade